4.9.06

Poesia sem titulo

As novidades da vida
Muito me atrai
Em dias de sol
Fico atraida por raios avassaladores
Mas quando muito tempo nos dias fica
Esqueço o poder de seu brilho


O amor em novidade
Muito me engana
Enquanto me engana me atrai
Mas quando repeti as frases
Da cansão fico a sonhar
Um amor de enganação


A alegria me faz diferente
Em dias alegres conheço meus sonhos
Mas quando sonho e realizo
Não quero mais
Pois quero não o que me atrai
Quero sempre o que distrai


Lis


Não sei o motivo desta poesia mas escrevi...

2 comentários:

Dan* disse...

Nunca sei o sentido das minhas poesias!uhaahuah

Linda essa tbm, ta inspirada?

Anônimo disse...

Às vezes atravessamos noites inteiras sem dormir para palpar os sonhos, mas aí por razoes que a poesia desconhece a saudade atormenta o fim das buscas, e dos sonhos nada mais resta. Senão a dor quase ininterrupta das recordações dando volta nas sombras dos nossos passos onde a própria alma desconhece. Ficou linda sua poesia. Vou nessa Lis. Jane