6.10.06

Alegria

A alegria que guardo em meu peito
Não é sua , e nem por sua existencia
A alegria descontente criada cultivada em meus sonhos
Nasceu enquanto você dormia
E enquanto dormiu um sorriso puro se abriu
Um sorriso puro e confuso se abriu

Nem pude defender me da sua face
Nem pude enganar te com meu sorriso
Somente gritei
Somente sonhei
Que acordava ao seu lado com o rosto rosado e perfume de flores
Perfume de flores murchas, sem agua sem vida

Mas ainda assim flores
Flores transmitindo vida

Lis

2 comentários:

Dan* disse...

Composição perfeita igual a tua não esxiste!!

Te amo!!

Branca!uhauha

Léo!!! disse...

Uma expressão de alguem que dorme e sonha não tem como ser mentirosa...ela é pura. E se é de alguem que vc ama, seja a face que for, além de pura ela é sempre bonita como uma flor!!!!!!!!!!