23.10.06

Dialogo com a mente

A mão que segura os dedos
São as mesmas que trabalha o caos da mente
Gira,gira mundo...traga o caos pra dentro de mim
Agora pare e imagine
Imagine a pureza como beleza
Imagine a beleza como a verdade que molda a vida
Agora pare,pare!
Um, dois três e volte...sonhe ...sonhe
Continue a sonhar
Mas não deixe de...
Continue!

Lis

Um comentário:

Jane Krist disse...

Certo, estou imaginado. E aí minha mente diz: escutou? Eu apenas digo não só ouvi! Pois pensando agora estou e na limitação da mente é difícil pensar e escutar ao mesmo tempo. Então paro dou um giro e reparo, é posso os dois verbos codificar, Basta imaginar. Lis esse diálogo vai muito longe sendo a mente indomável. Belo poema. Vou ao próximo.