10.11.06

Clamor da alma!

Poesia escrita hj rerere dia 10/11/2006...


Clamor da Alma

Não aguento mais
O que antes era importante
Hoje não mais
Talvez cante a música que me lembre o passado



Não aguento mais
Sua presenca insuportavel
Sua presenca, não mais em meu peito...
E sim em meus olhos


Não aguento mais
Os perfumes que usava ao te ver,
ainda me faz lembrar você.
E isso me faz não suportar eu mesma.


Não aguento mais
O seu sorriso
Este passou a ser indesejavel
Antes olhar de quem pede
Hoje ...ainda olhar de quem pede!
E isso me faz não te querer


Não aguento mais
Te ver todos os dias
Isso faz meus dias serem iguais
Não,não aguento mais!


Lis


Aguentar:
do It. agguantare
v. tr.,
conservar em equilíbrio;
sustentar;
manter;
fig.,
resistir;
suportar;
sofrer;
v. refl.,
equilibrar-se;
resignar-se;
portar-se bem.

4 comentários:

Jane Krist disse...

Hummm eu amei esse poema. Amo esse tema: um amor insuportável. Talvez aquele que ultrapasse sem ao menos pedir licença as barreiras protegendo a razão. Aí a loura é irreversível alias assusta-me o medo de não ter forças capazes de esbarrar a loucura, fruto do desejo incontrolável chamado amor. Engraçados como os sentimentos mudam de lado. Ora doce quase sempre amargo. Vou nessa. Um abraço. Jane

Rubens disse...

o pentelha, viu que tinha um pouco de paulo leminski no meu blog? era o autor que eu tava te falando

Rubens disse...

q q é ruzim?

Dan* disse...

Esse sentimento é tao ruim!uhahauha